Fundamentos

Teste de Patologia do Ursinho Pooh não funciona

Você já ouviu falar no teste de patologia do Ursinho Pooh? Sucesso na internet desde 2019, ele é composto por um ...


Você já ouviu falar no teste de patologia do Ursinho Pooh? Sucesso na internet desde 2019, ele é composto por um questionário de 33 perguntas para identificar traços de autismo, TDAH, esquizofrenia e outros transtornos e condições psiquiátricas. 

Os resultados do teste são representados por personagens do desenho infantil Ursinho Pooh, e demonstram a porcentagem dos respondentes para cada condição. 

Mas especialistas afirmam que nenhum tipo de diagnóstico pode ser feito com base no teste, uma vez que o momento que cada pessoa está vivendo pode enviesar as respostas.

O que é o teste do Ursinho Pooh?

No site original, as informações são de que o teste foi baseado em um estudo publicado no Canadian Medical Association Journal [Jornal da Associação Médica Canadense, em tradução livre] no ano de 2000. Essa pesquisa já relacionava os personagens aos transtornos. 

No entanto, os diagnósticos fornecidos no site são diferentes daqueles presentes  na publicação . No estudo científico, as classificações são feitas com base no DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, da Associação Americana de Psiquiatria). 

No teste do Ursinho Pooh, as respostas são de diferentes níveis de concordância ou discordância, e é possível ainda se manter neutro quanto a algumas perguntas. 

O que cada personagem do Ursinho Pooh representa no teste online

As comparações entre personagens e condições apresentadas no teste são: 

  • Ursinho Pooh: Transtorno de Déficit de Atenção (TDA)
  • Leitão: Transtorno de ansiedade
  • Tigrão: Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)
  • Abel: Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)
  • Guru: Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)
  • Bisonho: Depressão 
  • Cristóvão: Esquizofrenia

O que difere esses resultados do estudo científico são: 

  • Abel: personalidade narcisista
  • Bisonho: distimia
  • Corujão: dislexia 

Essas diferenças demonstram que houve uma livre interpretação do estudo para a criação do teste, o que invalida o embasamento científico. Por isso, especialistas indicam que ele seja respondido apenas a título de diversão.  

Como fazer o diagnóstico de um transtorno/ condição 

Assim como o teste de patologia do Ursinho Pooh, é possível encontrar  outros  testes de autismo. Mas para diagnosticar um transtorno como o TEA ou condição psiquiátrica é preciso procurar ajuda especializada. 

Além das respostas serem enviesadas pelo momento que estamos vivendo    na hora em que respondemos as perguntas, um diagnóstico de autismo exige bem mais do que apenas questionários. 

  No caso do autismo, o diagnóstico precisa ser clínico e fechado por uma equipe multidisciplinar que vai observar a pessoa, conversar com familiares e aplicar alguns protocolos para conseguir traçar o quadro clínico. 

Sente que tem algo diferente com seu filho? Se precisar de ajuda especializada para identificar se o desenvolvimento infantil está fluindo como o esperado, é só contar com a Genial Care

Teste de Autismo: Perguntas Frequentes

Como saber se você tem autismo?

Muitas pessoas que descobrem o diagnóstico de autismo relatam que tiveram uma infância complicada e que se sentiam diferentes dos outros. Confira alguns sinais que costumam ser do Transtorno do Espectro do Autismo TEA):

  • Problemas de comunicação em geral
  • Dificuldade de socialização e no desenvolvimento de relacionamentos interpessoais
  • Rir totalmente fora de contexto (riso inapropriado)
  • Evita olhar nos olhos das pessoas
  • Distanciamento emocional
  • Comportamentos bem restritivos e repetitivos. Por exemplo, na infância normalmente só gostava de poucos brinquedos, objetos, desenhos ou assuntos

O que pode ser confundido com autismo?

Atraso na fala e no desenvolvimento infantil nem sempre são motivos para diagnóstico de autismo. Confira alguns problemas que podem ser confundidos com TEA:

  • Problemas fonoaudiológicos
  • Problemas auditivos
  • Problemas motores
  • Problemas cognitivos
  • Outros transtornos de comportamento como TDAH, TDA, etc.

Como descartar o autismo?

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento por esse motivo para poder realmente diagnosticar o autismo é indispensável consultar um neuropediatra, neurologista ou psiquiatra. Isso porque testes de autismo como o do Ursinho Pooh, por exemplo, não são fontes confiáveis para diagnóstico por si só.

Você pode se interessar também

Receba novos conteúdos por email

Enviamos semanalmente novas edições da nossa newsletter, com conteúdos científicos sempre atualizados para você e sua família.