Para aprender

A magia da neuroplasticidade

O cérebro humano é um mecanismo incrível de aprendizagem. É um organismo tão vivo quanto os próprios humanos, e muda ...


O cérebro humano é um mecanismo incrível de aprendizagem. É um organismo tão vivo quanto os próprios humanos, e muda constantemente.

Atividades como aprender um instrumento ou um novo idioma causam mudanças fisiológicas que são possíveis graças à neuroplasticidade: a capacidade que o cérebro possui de fazer novas conexões, que são as grandes marcas da aprendizagem. Elas estão se formando constantemente, porque estamos sempre aprendendo.

A grande verdade é que nunca é tarde para aprender algo novo. É mais fácil quando somos mais jovens, e é por isso que crianças possuem maior facilidade em aprender novas línguas e adquirir novos hábitos do que os adultos. Por esse motivo que a intervenção precoce é tão impactante. No entanto, aprender não é algo exclusivo das crianças – é parte do que nos torna humanos.

Da infância até o nosso último dia, nós estaremos sempre vivendo como alunos.

Todo comportamento é aprendido

O comportamento é uma das maneiras pelas quais as conexões cerebrais impulsionam o aprendizado. Ele permeia todos os domínios do desenvolvimento humano, incluindo linguagem, habilidades sociais e cognitivas. Impacta nosso bem-estar emocional e nossos relacionamentos, direciona o modo como interagimos com o mundo e como o mundo interage conosco. O comportamento determina como expressamos e entendemos o amor, a alegria, a tristeza e o medo.

Em outras palavras, o comportamento está em todo lugar, mas não é pré-determinado. Na verdade, todo comportamento é aprendido.

Os humanos são animais sociais, por isso aprendemos constantemente com nosso ambiente social. Uma pessoa tem centenas de micro oportunidades de aprendizagem por dia, já uma criança pode ter milhares.

Pode parecer um exagero, mas esses momentos de micro aprendizagem são tão comuns que mal notamos. Quando um adulto absorve as regras do caixa em um novo supermercado, ou quando uma criança aprende a usar a estrutura lúdica do playground, eles estão aprendendo com o ambiente. Essas oportunidades de aprendizagem ocorrem dia após dia ao longo de nossas vidas, moldando nossos comportamentos e estrutura cerebral.

Fundamentos de aprendizagem

Existem alguns pré-requisitos para que a aprendizagem ocorra e algumas dessas habilidades surgem logo após o nascimento, enquanto outras aparecem na primeira infância.

  • Regulação emocional: a habilidade de um indivíduo de gerenciar seus próprios sentimentos, pensamentos e comportamentos. A falta da regulação emocional pode comprometer a nossa capacidade de estar no “lugar de aluno”.
  • Observação, atenção e retenção
  • Imitação: copiar o comportamento dos outros
  • Motivação: os motivos pelos quais agimos (existem muitos)

Compreendendo o autismo

Agora, nós podemos examinar o transtorno do espectro do autismo após estabelecer que:

1.       O aprendizado ocorre quando novas conexões cerebrais são formadas graças à neuroplasticidade.

2.       Todo comportamento é aprendido e o ambiente em que vivemos desempenha um papel fundamental, criando inúmeras oportunidades de aprendizado.

3.       Certos pré-requisitos são necessários para que a aprendizagem ocorra.

O autismo impacta a comunicação, as habilidades sociais e os comportamentos restritos e repetitivos, que parecem particularmente projetados para interferir no aprendizado (de acordo com Dawson & Rogers; 2009). Essas áreas comportamentais podem impactar o aprendizado em:

  • Menos interações sociais e comunicação → menos oportunidades de aprendizado
  • Gama restrita e repetitiva de atividades → faixa mais estreita de oportunidades de aprendizagem.

O autismo reduz as oportunidades de aprendizagem

Esta desvantagem de aprendizagem está presente a cada momento de cada dia:

“A natureza do autismo restringe as oportunidades de aprendizagem … resultando em um número cada vez maior de oportunidades perdidas mês a mês e ano a ano. Portanto, a criança com autismo tem menos experiências para construir sua compreensão das pessoas e eventos do mundo ” (Ibid)

As desvantagens não afetam apenas a criança, mas também pais e irmãos. “A falta de resposta ou iniciações da criança pode não reforçar o cuidador” (Ibid) [“The lack of response or initiations from the child may not reinforce the caregiver], o que, portanto, pode reduzir as iniciações sociais dos pais ou irmãos, criando um ciclo vicioso.

Em outras palavras, o autismo apresenta dificuldades de aprendizagem que, se não forem controladas, podem potencialmente deixar a criança cada vez mais para trás com o tempo. O que pode começar como pequenas diferenças nas predisposições genéticas pode se agravar por causa do ciclo vicioso de menos iniciações sociais e oportunidades de aprendizado.

Todos nascemos aprendizes, mas o autismo pode reduzir as oportunidades de aprendizagem para todos os envolvidos.

O que pode ser feito

Há um caminho melhor.

A Genial foi fundada para transformar vidas, criando mais oportunidades de aprendizado.

Trabalhamos com as melhores tecnologias que o mundo já viu: o cérebro humano e o ambiente natural. Pegamos esses motores de aprendizagem e os colocamos para trabalhar a nosso favor.

Primeiro, capacitamos e empoderamos as pessoas ao redor da criança, começando pelos pais. Não há manual de instruções para os pais, porque eles não precisam de um! Os pais já são professores naturais. Nós os preparamos para o sucesso introduzindo oportunidades de aprendizagem naquilo que já fazem.

Usamos os fundamentos da aprendizagem para pais e filhos, colocando ambos no lugar de aluno de uma forma que se adapte às suas motivações naturais. Isso requer um plano individualizado, pois cada filho e cada pai são diferentes. Isso é projetado especificamente para interromper e reverter o ciclo vicioso de menos interações sociais entre a criança e os pais, que é tão frequentemente presente no autismo.

Colocamos os pais no lugar de aluno, dando-lhes as ferramentas e estratégias que eles precisam no dia a dia. Isso pode incluir definir metas, medir o progresso em relação a essas metas, trabalhar com suas motivações naturais como pais e estudar os fatores ambientais que afetam a aprendizagem deles e de seus filhos.

Todas essas técnicas são fornecidas por meio da tecnologia para aumentar os pontos de contato humanos, capturar dados e oferecer jornadas de aprendizagem personalizadas.

Os desafios do autismo são mais bem compreendidos como desafios de aprendizado. O cérebro e o meio ambiente são os melhores motores do mundo para o aprendizado, então é lógico que eles sejam as nossas melhores ferramentas para enfrentar o autismo. Para lutar contra a diminuição das oportunidades de aprendizagem, devemos criá-las.

É importante começar cedo – o mais cedo possível. Mas, nunca é tarde: todos podem aprender

Como qualquer motor, o cérebro e o ambiente precisam de um guia. É isso que buscamos na Genial: guiar nossas famílias em cada passo do caminho. Não há limites para o quão longe eles podem ir.

Porque todos podem aprender.

Você pode se interessar também

Receba novos conteúdos por email

Enviamos semanalmente novas edições da nossa newsletter, com conteúdos científicos sempre atualizados para você e sua família.